Soando o Alarme

“Tocai a trombeta em Sião e dai voz de rebate no meu santo monte; perturbem-se todos os moradores da terra, porque o Dia do SENHOR vem, já está próximo.”Joel 2.1
Este capítulo apresenta graves exortações em meio a ameaças, mas o profeta ameaça a fim de corrigir a indiferença do povo, que era tardo demais para considerar o juízo divino. O alvo da narrativa, então, é sensibilizar o povo para o fato de que não era hora de descansar.

O profeta começa com uma exortação. Sabemos, de fato, que ele se refere aos costumes normais sancionados pela lei, pois assim como tocavam-se as trombetas nos festivais para convocar o povo, o mesmo era feito quando acontecia algo incomum. É por isso que o profeta não fala às pessoas individualmente, mas como todos tinham cometido impiedade, do menor ao maior, ele manda convocar a assembléia toda, para que, em comum, todos se reconheçam culpados diante de Deus e evitem a sua vingança. Essa passagem mostra que, se algum juízo de Deus é iminente e seus sinais começam a aparecer, é indispensável tomar o seguinte remédio: todos devem se reunir publicamente e se confessar dignos de punição, ao mesmo tempo em que buscam se refugiar na misericórdia de Deus. Isso, conforme sabemos, foi imposto ao povo antes e tal prática não foi abolida pelo evangelho.

Oração

Concede, ó Deus onipotente, que assim como nos convidas diariamente com tanta benevolência e amor e nos fazes conhecer tua boa vontade paternal, que mostraste cabalmente para conosco em Cristo, teu Filho; — ó concede que sendo atraídos pela tua bondade nos rendamos a ti e sejamos ensináveis e submissos de tal modo que, a todo lugar que nos guies com o teu Espírito, tu nos faças acompanhar de toda bênção. Não nos deixes, porém, ensurdecer às tuas exortações e sempre que nos desviarmos da vereda da justiça, concede que despertemos imediatamente ao teu aviso e retornemos à via da retidão; digna-te também em acolher-nos e reconciliar-nos contigo, mediante Cristo, nosso único Senhor. Amém.

Autor: João Calvino – Fonte: Devotions and prayers of John Calvin, 52 one-page devotions with selected payers on facing pages. Org. Charles E. Edwards. Old Paths Gospel Press. S/d. Pags. 28 e 29. Tradução: Marcos Vasconcelos, julho/2009.

2 Comentários

  1. nenhum de nós somos dignos da misericordia da Deus mas gloria ao Proprio Deus, que nunca deixa de ser misericordioso.
    com ouvidos espirituais ja podemos ouvir, a trombeta já está soando, ele já vem vindo!
    gloria a Deus!

  2. Na igeja somos todos membros de um só corpo, por isso não pódemos achar que o pecado do outro não nos afeta, pois como o post revela estamos todos fadados a um mesmo juizo guando se refere a igerja, ou ela mantem-se santa ou terá justo pagando por estar no meio dos impuros! Parabéns pelo post de João calvino

Comentários não permitidos.