“Mulher virtuosa, quem a achará?


Provérbios 31.10-31

“Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.”(v.10)

Introdução: O que é uma “mulher virtuosa”? “Uma mulher de valor”; no sentido de todas as formas de excelência – No dicionário Aurélio, virtuosa significa “aquela que têm virtudes”. “Virtudes” significa, por sua vez: “disposição firme e constante para a prática do bem, força moral e valor.” Na Nova Versão Internacional da Bíblia é chamada de “esposa exemplar”, e no hebraico a palavra “virtuosa” pode significar rica, próspera, valorosa, ousadamente corajosa, guerreira poderosa, firme, resistente.

Em Provérbios a mulher virtuosa é uma mulher eficiente nos labores domésticos e em todas as esferas da vida. É alguém que teme a Deus verdadeiramente (Pv. 31.30). Mulher virtuosa, quem a achará? A pergunta não significa que esse padrão de mulher é impossível de se alcançar, mas que pode ser difícil de se achar. Por quê? Por causa da natureza humana que sofre com as conseqüências da Queda (Gn 3).

Porém é possível ser uma mulher virtuosa? Sim com certeza!

A Bíblia nos ensina que ela existe e é uma bênção para sua casa e para a sociedade. “O seu valor muito excede o de finas jóias.” (v.10b)

Vejamos algumas características da mulher virtuosa:

I) Ela é uma mulher de confiança, leal e verdadeira

O coração do seu marido confia nela (v.11a) – Na Bíblia, no tempo antigo, coração era o centro de todas as emoções de uma pessoa; assim coração não se refere meramente a um sentimento, mas ao profundo reconhecimento e respeito por parte do marido. É mais profundo do que a expressão“eu confio”.

Mas por que ela traz confiança?
Porque ela se preocupa com o bem-estar do seu amado-“Ela lhe faz o bem e não o mal”(v.12)

Porque ela cumpre o seu papel como esposa (v.12-19; 21-23) – Ela faz aquilo que Deus determinou (Gn 2.18) – Muitos pensam que ser Auxiliadora significa se tornar capacho para ser pisada. Na Bíblia “Auxiliadora” não significa ser inferior, pois essa mesma palavra se aplica a Deus: “Nossa alma espera no SENHOR, nosso auxílio e escudo.” (Sl 33.20). E ainda: “Eis que Deus é o meu ajudador, o SENHOR é quem me sustenta a vida.” (Is 54.4).

Vejamos também a palavra idônea, ela pode ser entendida como complementação de algo que falta ao homem. O salmista diz para o Senhor: “…tu tens sido o defensor do órfão.” (Sl 10.14), os órfãos tem necessidade de alguém que esteja ao lado deles, para que possam perceber a sua humanidade na sua totalidade. Dessa maneira a mulher é auxilio do homem. Ela o completa. Conforme Gerard Van Groningen, “a mulher espelha um outro aspecto da imagem de Deus. Ela é alguém que não é infinitamente melhor como pessoa, ou inferior, mas é igual ao homem e veio para representar a Deus, ao lado dele para o auxiliar em todo os momentos (A família da Aliança , pg 97).Deus deu a Adão alguém para ajudá-lo em sua vida. Ele fez a mulher; e ela O representa como auxiliadora do seu marido.

Ela traz confiança porque é uma mulher forte e determinada. (v. 13-15)“Busca a lã” – É bom tomar cuidado com os extremos. A mulher não deve se tornar uma feminista extremada a ponto de afirmar que em casa a última palavra é dela. Deve haver cumprimento dos papéis estabelecidos por Deus, respeito pela autoridade do marido, o cabeça (Ef 5.23), mas não deve haver abuso machista por parte do homem (Ef 5.25). A mulher pode e deve conquistar o seu espaço! Ela glorifica a Deus quando é determinada! Vejamos:

Ela cuida da sua casa com carinho (v.21-22) – No verso 21 vemos que ela é precavida- “Quando chega o inverno, ela não precisa se preocupar porque já preparou roupas quentes para toda a família” (v.21- BLV).Ela está preparada para o amanhã.

Aplicação: A mulher virtuosa em sua casa traz confiança ao seu marido, porque ela cumpre com seu dever de “auxiliadora”, sábia e verdadeiramente fiel e determinada. Ela faz, e faz bem feito. Ela é um exemplo de dona de casa.

Que outra característica encontramos nessa mulher virtuosa?

II) Ela honra sua família com o bom testemunho fora de casa (v.16; 20; 23)

Ela investe os seus ganhos (v.16) – Ela não gasta seu dinheiro com bobagens, ela investe – Ela conhece de negócios! Isso não quer dizer que toda mulher virtuosa, precisa ser comerciante, ou algo parecido. Mas que ela tem capacidade de realizar isso, intelectualmente falando, ela não é inferior. Se o marido faltar, ela supre as necessidades de sua família.

Ela ajuda o aflito e o necessitado (v.20) – “Aflito” (angustiado, atribulado)- subtende algo emocional, assim ela está pronta a dar conselhos sábios: “Nos lábios do prudente, se acha sabedoria, mas a vara é para as costas do falto de senso” (Pv. 10.13). Necessitado – Alguém que necessita de alimento etc. ela demonstra amor ao próximo estendendo a sua mão.

A sua fama traz honra para o seu marido (v.23) – “A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que procede vergonhosamente é como podridão nos seus ossos.” (Pv 13.4) – Vejamos o que Boaz disse para Rute: “Agora, pois, minha filha, não tenhas receio; tudo quanto disseste eu te farei, pois toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa.” (Rt 3.11) – O termo “virtuosa” pode também ser entendido como mulher de posses, porém Rute era realmente uma mulher virtuosa, ou pelo menos buscava ser.

Aplicação: A mulher virtuosa é estimada por seu marido e filhos (v.28-29). Ninguém a vê como mais uma mulher, ela é coroa de honra (cf Pv 14.4) – Ela não gasta seu tempo com fofocas ou conversas de “comadres”, ela dá um bom testemunho!
Transição: Que outra característica encontramos dessa mulher virtuosa?

III) Ela testemunha a sua vida com Deus (v.30)

Louvar a Deus é sua principal preocupação – Isso foi o que Rute disse a sua sogra: “…Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. Onde quer que morreres, morrerei eu e aí serei sepultada; faça-me o SENHOR o que bem lhe aprouver, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.” (Rt. 1.16-17). Vemos algumas coisas dignas de destaque:

1º Houve conversão verdadeira em Rute –“o teu Deus é meu Deus” – Significa comunhão com Senhor e com o seu povo- “o teu povo é o meu povo”
2º Houve uma confiança verdadeira por parte de Rute: “faça-me o SENHOR o que bem lhe aprouver, -Rute foi movida pelo poder do Espírito Santo.

A mulher virtuosa teme a Deus (Pv. 31.31a) – A palavra “temer” em alguns textos é traduzida por obedecer ou venerar, que por sua vez quer dizer adorar. A mulher virtuosa vive o que prega, ela obedece (adora) ao Senhor.

Aplicação: Ela é uma mulher de oração. Ela tem comunhão com Deus verdadeiramente. Ela conhece a Deus e o faz conhecido pelo seu testemunho.

Conclusão e aplicação final: Você quer ser achada como uma mulher virtuosa? Então você deve ter algumas dessas características expostas em Provérbios 31.10-31. Ser uma mulher de confiança, leal e verdadeira, porque ela cumpre o seu papel como esposa dedicada. Ela cuida do seu lar com carinho. Ser forte (outra tradução da palavra “virtuosa”). Dar um bom testemunho fora do lar – A mulher virtuosa não vive ociosamente. Ela ajuda o necessitado e o aflito. Ela não quer ser a “chefona” em casa, mas deseja auxiliar o marido. E por ultimo e não menos importante, – Você deve testemunhar sua vida com Deus – A mulher virtuosa teme a Deus, ou seja, obedece a Deus.

Assim amadas, eu não vejo que ser mulher virtuosa, seja uma opção, mas um mandamento. Assim como Deus manda o homem amar a sua esposa (cf Ef 5.33), a mulher precisa, cada dia, buscar uma vida virtuosa.

Autor: Rev. Ronaldo Mendes (palestra ministrada na 1ª IPC de Barra do Garças-MT, em junho de 2009, por ocasião da progrmação da SAF)

1 Comentário

Comentários não permitidos.